Sobre os noivos

Ouro Preto é um lugar mágico e com os dois não seria diferente!

Ele de Formiga, já no segundo período da faculdade. Ela de Três Corações, acabando de entrar nesse novo mundo. Os dois fora de casa pela primeira vez.    

Era tradição em Ouro Preto, um dia antes do início das aulas todos se encontrarem no Bar do Juca e foi ali onde Núbia e André se viram pela primeira vez, num domingo.

No segundo dia de aula, após uma reunião da Atlética, ele, como um bom cavalheiro, foi levá-la em casa e então começaram a se conhecer melhor.

Em meio à maratona de festas das primeiras semanas de aula, eles se esbarraram em algumas, conversaram, mas ainda sem imaginar a grande história que construiriam juntos. 

É de costume na UFOP um aluno mais velho apadrinhar o recém-chegado (em Ouro Preto conhecido como "bixo"), fornecendo xerox antigo, cópias de aulas e "finas" das provas. Núbia tinha ficado sabendo da fama de bom aluno do André: inteligente, boas notas... Logo pensou em convidá-lo para padrinho.

Numa sexta-feira, na segunda semana de aula, teria uma festa, o Farmacoolizando Direito, uma calourada da Farmácia com o Direito. Núbia estava com a Aline (amiga da sala) na rua quando André passou perguntando se elas iriam na festa. Claro! Ainda mais agora. Durante a festa os dois conversaram e Núbia perguntou ao André se ele poderia ser seu padrinho. Ele não perdeu tempo e retrucou:

- E o que é que padrinho ganha?

Ela não esperava por algo tão repentino e desviou a conversa...

Ele tinha ido à festa sozinho, sem nenhum amigo, já mal (ou bem) intencionado. Ela não enrolou muito e cedeu à investida dele. No final do dia, combinaram de se encontrar na missa, no próximo domingo.

Núbia e Gabi (amiga com quem ela dividia apartamento) sentaram de um lado da igreja e André do outro. Todo mundo se viu, mas fingiu que não. Núbia e Gabi foram pra casa a passos lentos e André as seguia logo atrás. Assim que chegaram em casa, André tocou a campainha e ali foi o segundo encontro.

Nesse ponto da história, já cabe um "E viveram felizes para sempre". E é assim mesmo que ela continua, como um conto de fadas.

Foram muitos encontros, incontáveis, com muito amor, muita alegria, muita festa e algumas poucas brigas, mas sempre juntos. Os dois iniciaram o namoro aos 18 anos e se casam aos 27, muito mais maduros e com muitas conquistas alcançadas juntos. Eles já dividem um lar em BH e agora se preparam para oficializar essa união com todas as pessoas que amam como testemunha!